“Será preciso mais do que um problema com a recepção da antena do iPhone 4 para afetar a marca da Apple”. Foi assim que a revista Forbes anunciou a companhia de Steve Jobs como detentora do símbolo mais valioso do mundo.

A lista trouxe a dona do iPhone como primeira marca por causa de seu valor, avaliado em US$ 57,4 bilhões. Mas Steve Ballmer não ficou distante, pois a Microsoft conquistou a segunda posição no ranking por uma diferença “pequena”, com sua marca avaliada em US$ 56,6 bilhões. Completando o trio campeão vem a Coca-Cola, com valor de marca em US$ 55,4 bilhões.

No total, a revista listou 50 empresas no ranking e constatou participação de 30% das empresas de tecnologia. Das cinco marcas mais valiosas, apenas a fabricante de refrigerantes não segue o ramo. IBM, cuja marca vale US$ 43 bilhões, e Google (US$ 39,7 bilhões) completam o pódio – o gigante de buscas aliás, viu seu valor simbólico crescer em 450% desde 2005.

As outras posições de destaque ficaram com McDonald´s (US$ 35,9 bilhões), General Electric (US$ 33,7 bilhões), Marlboro (US$ 29,1 bilhões), Intel (US$ 28,6 bilhões) e Nokia (US$ 27,4 bilhões).

Redação Adnews